Web radio

sábado, 22 de outubro de 2011

Lições que Deus nos dá.

Olhai para as aves do céu, não semeiam, nem ceifam, nem fazem provimentos nos celeiros; e, contudo, vosso Pai celestial as sustenta. Porventura não sois muito mais do que elas?

Ontem 21/10/2011, eu estava na Av. Candido de Abreu, centro da cidade de Curitiba, pensando na vida e em como resolver os problemas da mesma, quando de repente um passaro, um sabiá, pousou quase que ao meu lado e começou a cantar, parecia que ele estava cantando para mim, estava bem proximo de mim, enquanto ele cantava, ouvi a voz do Espirito Santo falar no meu interior dizendo assim: "CANTA POR QUE EU CUIDO DE VOCÊ".

Meu coração se alegrou, e puder ver ali a mão de Deus me dando a resposta que procurava em meus pensamentos. Hoje o Eterno, O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó te diz a mesma coisa "CANTA PORQUE SOU QUEM CUIDA DE VOCÊ".
Não devemos andar ansiosos por nada, temos um Deus que esta preocupado conosco e que cuida de nós nos minimos detalhes, portanto vamos somente adora-lo e servi-lo com toda devoção e alegria, e descançar nEle pois o mais Ele fará por nós.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Não vos conformeis com este mundo.

                                       "Não vos conformeis com este mundo." (Rm 12, 2).
Todos os dias somos desafiados a viver algo novo, cada dia propõe uma nova batalha a ser vencida, e a maior de todas as batalhas que travamos é contra nós mesmos.

Dominar nossa carne não é algo fácil de ser realizado, exige de nós muita disciplina, temor a Deus e vontade de viver em novidade de vida.

A proposta que nos é feita por Deus hoje é: não se conformar com o mundo, isto é, não ser como o mundo é. Ser diferente, fazer a diferença, está é a essência da vida cristã, ser diferente.

Deus disse a Israel que há sim uma diferença entre quem serve a Deus e quem não serve.

Ser cristão é ser parecido, igual, semelhante a Cristo.

Ser parecido com Cristo requer em primeiro lugar renuncia.

·         Renunciar meu eu. (deixar de ser quem sou, para ser quem ele é).

·         Minhas vontades. (deixar o meu querer, para o querer dele).

·         Minha carne (desejo). (deixar o Espirito Santo reinar).

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Pensamento do dia.

Minha Graça te Basta!

E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.

A palavra GRAÇA no Grego é CHARIS e significa graciosidade, favor, cuidado, boa vontade etc.

O Apostolo Paulo sabia exatamente o significado dessa palavra que Deus lhe direcionou, ele estava passando por lutas, provações e tribulações, e quando pediu a Deus que lhe retirasse aquela provação ouviu esta resposta MINHA GRAÇA TE BASTA, ou seja, o meu favor, a minha generosidade, o meu cuidado te basta, você não precisa de mais nada.

Hoje Deus esta nos dizendo que nada neste mundo é maior que o cuidado dEle por nós, independente das nossas fraquezas, a boa vontade do Pai estará a nossa disposição e, graciosamente Ele virá até nós e nos fortalecerá para suportamos as lutas e tribulações.

Hoje você pode dizer que "EU SOU FORTE"  pois o seu poder se aperfeiçoa na minha fraqueza.

  

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Vale a pena assistir!!

Cantora Fernada Oliveira adorando a Deus no congresso dos Gideões Missionarios da Ultima Hora do ano de 2011.

A unção ainda faz a diferença!!

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Escola de Fogo

 Aconteceu nos dias 30 e 31 de Julho a Escola de Fogo, curso voltado para a area de Evangelismo o mesmo foi realizado pela equipe do Pastor Reinhard Bonnk aqui no Brasil.

Foram dois dias de muita benção e unção de Deus para as nossas vidas, quem participou com certeza teve sua vida impactada e transformada pela unção de Deus que se fez presente naquele lugar.
Este encontro foi movido pela adoração a Deus.

Pastor Emerson Rocha palestrante.

Missionaria Carla Cristiana, lider do ministerio Momento de Deus.

Pastor que ministrou no domingo de manhã, foi tremendo o que Deus fez.




Se você tiver a oportunidade de participar de um desses eventos, não perca a oportunidade sua vida será transformada pelo fogo do Espírito Santo de Deus.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Semana Jovem da Umadat, está uma benção Deus esta fazendo uma coisa nova na AD em Almirante Tamandaré..

Adoração a Deus tem sido a marca desse ano na UMADAT.
Deus tem nos presenteado com uma semana repleta de bençãos e muita glória.

Temos visto Deus fazer uma coisa nova em nossa igreja, em nosso campo e em especial nos Jovens que compõem o coral da UMADAT.

 Este ano foi totalmente atipico, as lutas e tribulações para arealização deste evento foram triplicadas, teve momentos em que achamos que não daria para realizar esta festa, mas  nosso Deus é um Deus de surpresas, e desde segunda-feira (18) estamos vendo que valeu  a pena pagar o preço.

Irmã Marcia louvou a Deus com muita graça e unção.

A semana continua e sei que tem muito mais de Deus para nós.





Evangelista Renato Alexandre orando a Deus, Deus tem feito uma coisa nova na AD em Almirante Tamandaré.

Olha eu ai..rsrsrsr

Pregador Juarez Jr. Deus o usou tremendamente.

Ensaio do coral.

pra variar comendo..rsrsrs

tremendo ouvir este coral adorar a Deus.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

CONTAGEM REGRESSIVA!!!

Estamos nos aproximando de mais um grande evento da IEADCAT - Igreja Evangelica Assembleia de Deus central em Almirante Tamandaré, Dos dias 18 á 24 de Julho acontecerá encontro anual da UMADAT - União da Mocidade da Igreja Evangelica Assembleia de Deus em Almirante Tamandaré.

Este será o terceiro ano de encontro, e temos a certeza de que será uma benção para a glória de Deus, este ano além do nosso coral jovem teremos a presença da cantora Giselli Cristina, será uma semana de muita benção, unção, poder e renovo do céu para as nossas vidas.

A ministração da Palavra ficará a cargo do Pastor Elton Aguiar, procedente da cidade de Salvador na Bahia, tenho por certo que Deus tem preparado para esses dias de louvor e adoração ao seu nome uma verdadeira chuva de bençãos, que atingirá toda cidade de Almirante Tamandaré, e veremos a salvação de muitas almas para louvor do nome do Deus todo poderoso.

SEJAM TODOS BEM VINDO A ADORAR A DEUS JUNTAMENTE CONOSCO.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Tudo é possivel ao que cre.

Ontem tive a oportunidade de ministrar a Palavra de Deus na Igreja Evangélica Assembléia de Deus, no Jardim Osasco em Colombo - PR, foi o inicio da Campanha baseada em Marcos cap. 9 versiculo 23."se podes?, disse Jesus. "tudo é possivel aquele que cre".

Na ministração da Palavra de Deus apredemos que Jesus não nos vetou nada, porém condicionou tudo a nossa fé. A tua e a minha benção virá de acordo com a fé que possuimos, receberemos de acordo com o tamanho da nossa fé.

Outra lição que aprendemos é que as lutas vem não para nos matar ou nos envergonhar, mas para edificar a nossa fé. Cada prova que enfrentamos depois de vencido nos faz mais fortes.

E concluimos também que tudo o que acontece em nossas vidas é para a glória de Deus. Lazaro estava doente e mandaram um recado a Jesus pedindo que o mesmo viesse para cura-lo, porém Jesus disse que a enfermidade de Lazaro não era para a morte mas para a glória de Deus.

Tenha a certeza de que se em tua vida algo desagradavel está acontecendo, será para edificar a sua fé e também para glorificar a Deus.

Deus continue a te abençoar cada dia mais..

A noite eu estive juntamente com a diretoria de nossa igreja na Assembléia Legislativa do Paraná para a sessão solene em homenagem aos 100 da AD. no Brasil. As fotos serão postadas nos proximos dias.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Deus tem a estratégia certa para vencer a guerra!

Ouvi um louvor que dizia o seguinte: "Quando Ele entre na guerra é dEle o comando é dEle a estratégia".

Esse louvor conta a história de Gideão e os trezentos e a forma gloriosa com que Deus venceu aquele batalha.

Analizando a letra desse louvor fiquei meditando como Deus é tremendo e tem a estrategia certa para vencer a guerra. De início eram 32 mil para pelejar, porém desse contingente era muito para que a vitória viesse as mãos do povo de Israel, Deus tinha outra estratégia, desses 32 mil sobraram somente 10 mil, mas mesmo assim ainda era muita gente, e voltaram mais 9.700, sobrando assim somente trezentos homens para a guerra.
É aqui que Deus queria conduzir Gideão e deixar registrado na história que a Deus pertence o comando e a estratégia da guerra.
Aos olhos de Gideão e de todo povo eram poucos soldados para enfrentar aquela peleja, mas aos olhos de Deus era exatamente o que Ele precisava, eram poucos sim mas poucos com um diferencial. Eles tinham trombetas, cantaros e tochas acesas.
Deus está a procura de quem tem um diferencial para Ele usar.
Eram homens de fé e coragem, que mesmo em face a desvantagem em que estavam frente ao inimigo não recuaram diante da guerra, mas foram acreditando que o Senhor tinha uma estratégia armada, e de fato Deus tinha e era algo simples tocar as trombetas, quebrar os cantaros e manterem as tochas acesas, e sem fazerem nada a mais Deus deu vitória ao seu povo.
Esse é o nosso Deus que tem uma estratégia para que você vença a guerra, confia pois no Senhor e deixe-o comandar esta batalha e o troféu sera seu para glória do nome do Senhor Deus todo poderoso.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Comemorações do Centenário da Assembléia de Deus no Brasil.

Os dias 16 á 19 de Junho de 2001, marcaram as comemorações do Centenário da Igreja Evangélica Assémbleia de Deus no Brasil.
As comemorações foram realizadas na cidade de Belém no Estado do Pará onde chegarm os pioneiros da igreja Daniel Berg e Gunnar Vingren.
Uma multidão de mais de 70 mil pessoas lotou o Mangueirão no último sábado, 18 de junho, para participar do culto e da celebração musical em comemoração ao Centenário da Assembleia de Deus. Não pude estar lá, mas fui tocado pela unção de Deus que se fez presente naquele lugar, através da internet.
Os que la estiveram voltaram renovados e inflamados pelo poder do Espírito Santo, foram tão tocados e envolvidos pela glória do Senhor que estão nos contagiando também e nos fazendo sentir que o mesmo Espírito que motivou os pioneiros dessa obra continua a impulsionar os obreiros de hoje como a cem anos atrás.
                                                                          Esse foi exatamente o lugar onde os missionarios Daniel Berg e Gunnar Vingren aportaram em Belém do Pará, em 19 de Novembro de 1910.

domingo, 12 de junho de 2011

Conheça a história do missionário, evangelista, pastor e fundador das Assembleias de Deus no Brasil.


Daniel Berg
Daniel Berg


Foto: Daniel Berg, com sua família. Berg fundou as Assembleias de Deus no Brasil em 18 de junho de 1911, juntamente com Gunnar Vingren e 18 crentes batistas de Belém (PA) que creram na doutrina do batismo no Espírito Santo.

DANIEL BERG
(1884–1963)
Missionário, evangelista, pastor e fundador das Assembleias de Deus no Brasil. Nasceu em 19 de abril de 1884, na pequena cidade de Vargön, na Suécia, às margens do lago de Vernern. Quando recém-nascido, o padre da cidade visitou inúmeras vezes a casa de seus pais para convencê-los a batizá-lo, mas nada conseguiu. Por isso, desde criança, Daniel era mal visto pelo padre, que, desprestigiado, passou a dizer que a criança que não fosse batizada por ele jamais sairia de Vargön. “Já naquele tempo pude observar a desvantagem e o perigo de o povo ter uma fé dirigida, sem liberdade. A religião que dominava minha cidadezinha e arredores impossibilitava as almas de terem um encontro com o Salvador”, conta o pioneiro em suas memórias.

Quando o evangelho começou a entrar nos lares de Vargön, seus pais, Gustav Verner Högberg e Fredrika Högberg, o receberam e ingressaram na Igreja Batista. Logo procuraram educar o filho segundo os princípios cristãos. Em 1899, quando contava 15 anos de idade, Daniel converteu-se e foi batizado nas águas na Igreja Batista de Ranum.

Em 1902, aos 18 anos, pouco antes do início da primavera nórdica, deixou seu país. Embarcou a 5 de março de 1902, no porto báltico de Gothemburgo, no navio M.S. Romeu, com destino aos Estados Unidos. “Como tantos outros haviam feito antes de mim”, frisava. O motivo foi a grande depressão financeira que dominara a Suécia naquele ano.

Em 25 de março de 1902, Daniel desembarcou em Boston. No Novo Mundo, sonhava, como tantos outros de sua época, em realizar-se profissionalmente. Mas Deus tinha um plano diferente e especial para sua vida.

De Boston, viajou para Providence, Rhode Island, para se encontrar com amigos suecos, que lhe conseguiram um emprego numa fazenda. Permaneceu nos Estados Unidos por sete anos, onde se especializou como fundidor. Com saudades do lar, retornou à cidade natal, onde o tempo parecia parado. Nada havia se modificado. Só Lewi Pethrus*, seu melhor amigo, companheiro de infância, não morava mais ali. “Vive em uma cidade próxima, onde prega o evangelho”, explicou sua mãe.

Logo chegou a seu conhecimento que seu amigo recebera o batismo no Espírito Santo, coisa nova para sua família. A mãe do amigo insistiu para que Daniel o visitasse. Aceitou o convite. No caminho, estudou as passagens bíblicas onde se baseava a “nova doutrina”.

Chegando à igreja do amigo Lewi Pethrus (Igreja Batista de Lidköping), encontrou-o pregando. Sentou e prestou atenção na mensagem. Após o culto, conversaram longamente sobre a nova doutrina. Daniel demonstrou ser favorável. Em seguida, despediu de seus pais e partiu, pois sua intenção não era permanecer na Suécia, mas retornar à América do Norte.

Em 1909, em meio à viagem de retorno aos Estados Unidos, Daniel orou com insistência a Deus, pedindo o batismo no Espírito Santo. Como não estava preocupado como da primeira vez, posto que já conhecia os EUA, canalizou toda a sua atenção à busca da bênção.

Ao aproximar-se das plagas norte-americanas, sua oração foi respondida. A partir de então, sua vida mudou. Daniel passou a pregar mais a Palavra de Deus e a contar seu testemunho a todos.

Ainda em 1909, por ocasião de uma conferência em Chicago, Daniel encontrou-se com o pastor batista Gunnar Vingren, que também fora batizado no Espírito Santo. Os dois conversaram horas sobre as convicções que tinham. Uma delas é que tanto um como o outro acreditava que tinham uma chamada missionária. Quanto mais dialogavam, mais suas chamadas eram fortalecidas.

Quando Vingren estava em South Bend, Daniel Berg estava trabalhando em uma quitanda em Chicago quando o Espírito Santo mandou que se mudasse para South Bend. Berg abandonou seu emprego e foi até lá, onde encontrou Vingren pastoreando a igreja Batista dali. “Irmão Gunnar, Jesus ordenou-me que eu viesse me encontrar com o irmão para juntos louvarmos o seu nome”, disse Berg. “Está bem!”, respondeu Vingren com singeleza. Passaram, então, a encontrar-se diariamente para estudarem as Escrituras e orarem juntos, esperando uma orientação de Deus.

Após a revelação divina dada ao irmão Olof Uldin de que o lugar para onde deveriam ir era o Pará, no Brasil, Daniel Berg, contra a vontade dos seus patrões, abandonou o emprego. Eles argumentaram: “Aqui você pode pregar o Evangelho também, Daniel; não precisa sair de Chicago”. Mas ele estava convicto da chamada e não voltou atrás.

Ao se despedir, Berg recebeu de seu patrão uma bolacha e uma banana. Essa era uma tradição antiga nos Estados Unidos. Simbolizava o desejo de que jamais faltasse alimento para a pessoa que recebesse a oferta.

Esse gesto serviu de consolo para Berg, que em seguida partiu com Vingren para Nova Iorque, e de lá para o Brasil em um navio.

No Pará, Daniel, com 26 anos de idade, logo se empregou como caldereiro e fundidor na Companhia Port of Pará, recebendo salário mensal de 12 mil réis, passou a custear as aulas de português ministradas a Vingren por um professor particular. No fim do dia, Vingren ensinava o que aprendera a Daniel. Justamente por isso, Berg nunca aprendeu bem a língua portuguesa. O dinheiro que sobrava era usado na compra de Bíblias nos Estados Unidos.

Tão logo começou a se fazer entender na língua portuguesa, passou a evangelizar nas cidades e vilas ao longo da Estrada de Ferro Belém-Bragança, enquanto Vingren cuidava do trabalho recém-nascido na capital. Como o evangelho era praticamente desconhecido no interior do Pará, Berg se tornou o pioneiro da evangelização na região. É que as igrejas evangélicas existentes na época não tinham recursos suficientes para promover a evangelização no interior.

Após a evangelização de Bragança, tornou-se também o pioneiro na evangelização da Ilha de Marajó, onde peregrinou por muitos anos, a bordo de pequenas e grandes canoas. Berg ia de ilha em ilha, levando a mensagem bíblica aos pequenos grupos evangélicos que iam se formando por onde passava.

No início de 1920, Daniel visitou a Suécia, onde se enamorou com a jovem Sara, com quem se casou em 31 de julho daquele ano. Em março de 1921, retornou ao Brasil, acompanhado por sua esposa. O casal teve dois filhos: David e Débora.

Em 1922, seguiu para Vitória (ES) para estabelecer a Assembleia de Deus naquela capital, permanecendo até 1924, quando foi para Santos fundar a AD no Estado de São Paulo. Em 1927, o casal Berg mudou-se para a capital São Paulo, onde Daniel continuou fazendo seu trabalho de evangelismo até 1930.
Depois de um período de descanso, seguiu para a obra missionária em Portugal, entre os anos 1932-1936, na cidade de Porto. Após passar pela Suécia, retornou ao Brasil, em 11 de maio de 1949. Permaneceu na cidade de Santo André (SP) até 1962, quando retornou definitivamente para a Suécia.

Daniel Berg sempre foi muito humilde e simples. Em suas pregações e diálogos, sempre demonstrou essas virtudes. Ninguém o via irritado ou desanimado. Sempre que surgia algum problema, estas eram suas palavras: “Jesus é bom. Glória a Jesus! Aleluia! Jesus é muito bom. Ele salva, batiza no Espírito Santo e cura os enfermos. Ele faz tudo por nós. Glória a Jesus! Aleluia!”.

No Jubileu de Ouro das Assembleias de Deus no Brasil, comemorado em Belém, Berg estava lá, inalterado, enquanto os irmãos faziam referência a sua atuação no início da obra. Para ele, a glória era única e exclusivamente para Jesus. Berg considerava-se apenas um instrumento de Deus.

Nas comemorações do Jubileu no Rio de Janeiro, no Maracanãzinho, quando pastor Paulo Leivas Macalão colocou em sua lapela uma medalha de ouro, Berg externou visivelmente em seu rosto a ideia de que não merecia tal honraria.

Até 1960, Berg recebeu, diretamente de Deus, a cura de suas enfermidades mediante a oração da fé. Mas, a respeito de suas condições de vida nos seus anos finais, pode-se inferir que não tinha o amparo que merecia. A esse respeito, o pioneiro Adrião Nobre protestou na revista A Seara, edição de novembro-dezembro de 1957, p. 32: “O irmão Berg reside em São Paulo (cidade de Santo André). Não sei como ele vive ultimamente; tive, contudo, notícias desagradáveis com relação à sua condição de vida – não tem, segundo soube, o descanso que merece, nem o conforto que lhe devemos proporcionar. Irmãos, não sejamos injustos, lembremo-nos de auxiliar o tão amado pioneiro da obra pentecostal no Brasil”.
Em 1963, foi hospitalizado na Suécia. Mesmo assim, ainda trabalhava para o Senhor. Ele saía da enfermaria para distribuir folhetos e orar pelos que se decidiam. A disciplina interna do hospital não lhe permitia fazer esse trabalho, por isso uma enfermeira foi designada para impor-lhe a proibição. Porém, ao deparar-se com o homem de Deus alquebrado pelo peso dos anos, mas vigoroso em sua tarefa espiritual, não teve coragem e desistiu da tarefa. Berg, então, continuou a oferecer literaturas.

Finalmente, em 27 de maio de 1963, aos 79 anos, Daniel Berg morreu. Sua esposa, Sara, faleceu em 11 de abril de 1981.

Fontes: BERG, Daniel. Enviado por Deus. Rio de Janeiro: CPAD, 8ª edição, 2000, 208 pp; VINGREN, Ivar. O diário do pioneiro – Gunnar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 1973, 222 pp; CONDE, Emílio. História das Assembleias de Deus no Brasil. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 2000. pp. 19- 50; Ivar Vingren skriver om svensk pingstmission i Brasilien - Från missionsInstitutes serie av missionärsberättelser (Ivar Vingren escreve sobre a missão pentecostal sueca no Brasil - Da série de relatos de missionários do Instituto de Missões). Suécia, 1994, pp. 20-27; DESPERTAMENTO apostólico no Brasil. Tradução: Ivar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 1987, pp. 7-44; VINGREN, Ivar. Det började i Pará - Svensk Pingstmission i Brasilien (Tudo começou no Pará - missão pentecostal sueca no Brasil). Ekrö, Suécia: MissionsInstitutet-PMU, 1994, pp. 28-34; Boa Semente, Belém (PA), setembro 1930, p. 5; Mensageiro da Paz, CPAD, setembro 1999; janeiro 1997; dezembro 1985; junho 1980; março 1980; agosto 1936, p. 5, 1a quinzena; julho 1936, p. 7, 2a quinzena; fevereiro 1933, p. 7, 2a quinzena; julho 1963 p. 1 2a quinzena; novembro 1933, p. 6, 2a quinzena; novembro 1989, p. 12; setembro 1981; Obreiro, CPAD, jan-mar 1979, pp.42-45; A Seara, CPAD, janeiro 1957, pp. 23-26, 36; julho 1963, pp. 4, 5.

Texto extraído do Dicionário do Movimento Pentecostal, editora CPAD, 1ª edição, 2007, Rio de Janeiro, pgs. 122-124

terça-feira, 7 de junho de 2011

Sai da tua tenda.

"Então, o levou fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente".(Gn 15:5).

Abraão estava sentindo o gosto amargo da frustração, ja estava velho e continuava sem ter filho que fosse seu herdeiro, de sorte que o damasceno Eliezer, então Deus vem a ele e lhe diz que aquele que seria gerado por Abrão seria seu herdeiro.

Para que Deus fizesse tal promessa se cumprir na vida de Abrão, este teve que sair da sua tenda.

A exemplo de Abrão, muitas vezes nos estamos trancados dentro da nossa tenda. Então faz-se necessario sair da tenda para ver o que Deus para nós.

1. Tenda simboliza limitação: a visão de Abrão estava limitada dentro da tenda, só conseguia ver o que estava ao seu redor, não podia ver nada além, a tenda era o limite. O que tem sido teu limite? qual a tenda onde você esta limitado hoje? Deus está te convidando para sair dos teus limites e ver aquilo que Ele tem preparado para ti.
Deus é perito em remover os limites diante de nós. (Isaias 45:2).
Não existe limites para quem tem sua fé em Deus. Quem ousa romper os seus limites pela fé em Deus vê o milagre acontecer mesmo qua as circunstãncias digam não.

2. Ao sair da tenda Deus disse a Abrão para que ele olhasse para o céu.
Se a tenda representa a limitação o céu representa o infinito e o poder de Deus.
Se a tenda te remete a impotência, a fraqueza, olha para o céu que te remete ao infinito poder que o teu Deus possui. Não há limites quando Deus chama alguém para fora da tenda.

3. A tenda fala do que é possivel aos homens.
Abrão tinha certeza que o seu herdeiro seria seu servo, isso é o que era possivel para Abrão, porém não era o ele desejava. Muitas vezes estamos assim tendo o que possivel mas não o que desejamos.

4. Deus disse a Abrão conta as estrelas se as pode.
O que era impossivel a Abrão era possivel para Deus, era impossivel que Abrão conseguisse contar as estrelas do céu, mas assim como Deus sabia a quantidade de estrelas que tem no infinito Ele também sabia que o servo de abrão não seria seu herdeiro.
Deus te convida hoje a sair da tenda, deixar de lado os teus limites e olhar para o poder que Ele tem pois aquilo que te impossivel é possivel para Ele.

                                                             Deus continue a te abençoar.
                                                  Ev. renato Alexandre. 

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Almoço com o grupo de Mocidade Novo Israel.

Estava bom o frango assado né Ev. Elon rsr e Ralfh...
Momento da oração,agradecendo a Deus pela refeição..
Almoço realizado no dia 29 de Maio, foi uma delicia estar com esses jovens que fazem toda a diferença em Almirante Tamandaré. Posso dizer com todo certeza que estes ja fazem parte da minha vida.
A disputa pelos restos mortais do frango assado...


Galera reunida para o almoço, foi muito bom..


terça-feira, 31 de maio de 2011

O DEUS DA MONTANHA.



...e chegando o homem de Deus, e falou ao rei de Israel, e disse: assim diz o Senhor: Portanto os siros disseram: o Senhor é Deus dos montes e não Deus dos vales, toda esta grande multidão entregarei nas tuas mãos, para que saibas que eu sou o Senhor. (1 Reis 20:28).

Ben-Hadade, rei da Siria, voltou a atacar Israel. Um profeta anunciou ao rei Acaba que o Senhor lhe tinha dado a vitória.

Nessa guerra ficou claro que o Deus de Israel tem o controle de qualquer situação tanto na montanha como no vale.

O nosso Deus é o Deus dos montes e também dos vales, da mesma forma que Ele atua quando estamos no alto da montanha Ele atua também quando estamos no vale.

Montanha é um lugar alto, que nos oferece segurança, nela temos uma visão panoramica de todos os lados. Do alto da montanha tudo é calmo, tudo é paz.
O alto da motanha também nos leva a momentos de meditação e intimidade com Deus.

Porém quando descemos ao vale as perspectivas mudam drasticamente, o que era calmo agora é visto como turbulencia e falta de paz, parece que a intimidade com Deus não é mais a mesma.

Mas o Deus que esta conosco no alto da montanha é o mesmo que nos acompanha no fundo do vale.
O vale é o lugar de expressarmos a fé professada no alto da montanha, é uma oportunidade de dizer: Deus eu confio em ti tanto na montanha como no vale.


"O Deus da montanha é o memso do vale"


Deus continue vos abençoando.

Ev. Renato Alexandre



sábado, 28 de maio de 2011

Vale a pena assitir.

video

Jesus Cristo é o Mesmo! Hebreus 13: 8



Algumos filosofias estavam infiltrando-se na igreja, e essas estavam pervertendo a fé de alguns cristãos, principalmente dos judeus. Então o autor da carta ao Hebreus escreve-lhes para exorta-los a permanecerem firmes na fé, lembrando dos ensinamentos que haviam recebidos dos seus lideres. Apesar de esses lideres ja terem morrido o aoutor lembra-lhes que Jesus Cristo de quem haviam sido ensinados não estava morto mas vivo para sempre.


Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e eternamente!


Jesus Cristo é o mesmo: isto que dizer que Jesus não sofre alterações com o tempo:

Tudo muda com o passar do tempo, nosso corpo fisico, nossa mentalidade etc, mas Jesus nunca mudará.

Tiago 1:17: Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação.


O tempo não controle Jesus ele sim controla o tempo:


Daniel 2:21: Ele muda os tempos e as horas; ele remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e ciência aos inteligentes.


O autor continua dizendo que ele é o mesmo, de ontem:

ontem fala da eternidade de Jesus. Eterno não tem começo nem fim.

antes que tudo existisse Ele já existia ( Isaias 43:13).


Dizer que Ele é eterno é dizer que Ele sabe de tudo ou seja, nada é novidade para Ele:


Isaias 40:28: Não há esquadrinhação do seu entendimento.

Tudo o que acontece conosco para Deus não é novidade Ele sabe de tudo por antecedência.


se Ele sabe de tudo, Ele sabe o que faz: João 13:17

Responde-lhe Jesus e dise-lhe: o que eu faço, não o sabes tu, agora, mas tu o saberás depois.

A nossa história esta sendo escrita pelo senhor, Ele sabe como escrever a história da nossa vida.


Ele é o mesmo de hoje:

Hoje fala de coisas novas.

Isaias 43:19: Eis que farei uma coisa nova, e, agora, saíra á luz...

Deus é especialista em fazer coisas novas.


Ele é o mesmo eternamente:

isto indica algo continuo, que Ele não se cansa.

Isaias 40:28: não sabes? não ouvistes que o eterno Deus, o Senhor, o criador dos confins da terra, nem se cansa, nem sa fadiga?


Deus nunca se cansará de te abençoar, de dia e de noite Ele é a tua proteção.


Deus continue vos abençoando poderosamente.